Ir para o conteúdo

Prefeitura de Botucatu - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Botucatu - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
21
21 MAR 2023
SAÚDE
599 visualizações
Saúde intensifica ações na Semana Estadual de Combate ao mosquito da Dengue
enviar para um amigo
receba notícias
Além de orientações à população, Vigilância Ambiental em Saúde lembra que todos devem ficar atentos para eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti.
De 20 a 25 de março é realizada a Semana Estadual de Mobilização Social Para Combate das Arboviroses. O objetivo é que os municípios paulistas intensifiquem as orientações e ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, para reduzir casos de dengue.
 
Em Botucatu, além de intensificar o trabalho de visita de orientação aos moradores, a Vigilância Ambiental em Saúde reforça que é papel de cada um cuidar de sua casa, ambiente de trabalho e áreas de convívio a fim de reduzir criadouros do mosquito e também a transmissão de arboviroses.
 
“Enfrentar o mosquito Aedes aegypti é uma tarefa contínua e coletiva, buscando prevenir doenças que podem aumentar no verão, principalmente quando as condições climáticas são favoráveis ao aumento dos mosquitos”, destacou Valdinei Campanucci, Coordenador de Saúde da Vigilância Ambiental em Saúde de Botucatu.
 
 
Como combater o mosquito Aedes aegypti?
 
A Vigilância Ambiental em Saúde orienta que uma vistoria semanal já é suficiente para prevenir criadouros de mosquito. Veja o que olhar no seu quintal e prevenir a dengue:
 
Banheiros:
Vaso Sanitário: Manter tampado. Na falta de tampa, usar um saco de lixo, prendendo-o com fita adesiva, se estiver sem uso.
Ralos: Verificar os ralos, no Box, chão e sob o lavatório. Mantê-los tampados se estiver sem uso. Utilizar plástico, caso não sejam do tipo abre-fecha para evitar a criação de mosquitos.
Caixas de descarga: Verificar as caixas de descarga, tendo cuidado especial com a tampa. Em caso de falta da tampa, vedar com plástico e fita adesiva.
 
Área de Serviço:
Tanque: Verificar a ocorrência de vazamentos que possam acumular água. Eliminar o vazamento e manter o ralo tampado com tampa própria se estiver sem uso.
Outros tipos de recipientes: Verificar a presença de baldes, latas, potes. Mantê-los secos e emborcados para não acumularem água da chuva. Caso sejam inservíveis, colocá-los para a coleta pública.
Pia: Verificar se tem vazamentos que possam acumular água no interior da pia ou sobre a pedra. Eliminar o vazamento e manter o ralo vedado.
Ralos no chão: Verificar os ralos, inclusive sob a pia e tampá-los com plástico, caso não sejam do tipo abre e fecha.
Bandeja externa de geladeira: Verificar se há acúmulo de água, limpar e manter seca.
Filtros de água e outros recipientes com água: Verificar os filtros de água mineral, eliminar a água acumulada no suporte para o copo e manter o recipiente seco. As talhas de água e moringas devem ser mantidas tampadas. Os bebedouros de animais devem ser higienizados com bucha e sabão, uma vez por semana.
Vazamentos: Verificar a presença de vazamentos junto a qualquer fonte de água e eliminá-los.
 
Quintal:
Garrafas: Eliminar a água e mantê-las emborcadas. Se forem descartáveis, colocar para coleta.
Calhas e lajes: Caso não seja possível verificar se acumulam água, procurar identificar sinais de umidade. Em caso afirmativo, providenciar a resolução do problema.
Vasos de Plantas: Verificar a presença de vasos, pratos sob o vaso, pingadeiras etc., com ou em condições de acumular água. Eliminar os pratos ou pingadeiras.
Caixas d’água: Verificar a condição das tampas. Solicitar a reposição daquelas ausentes ou quebradas. Evitar tampas improvisadas (telhas de amianto, tábuas, etc.). Estas devem ser removidas e substituídas por tampa própria ou tela para vedação.
Fontes ornamentais, piscinas: Verificar a presença de organismos vivos dentro da água. Podem ser larvas de mosquitos. Solicitar a visita do controle de vetores municipal.
Recipiente Natural (ocos de árvores, oco de bambu, bromélias e outros): Providenciar a eliminação de água acumulada. No caso de bromélias usar mangueira com esguicho uma vez por semana.
Outros tipos de recipientes: Verificar a presença de latas, potes, restos de construção ou de pintura. Eliminar a água acumulada e colocá-los para a coleta pública ou providenciar sua remoção.
 
 
Em caso de dúvidas entrar em contato com a Vigilância Ambiental em Saúde através do telefone (14) 3811-1609 ou WhatsApp (14) 98177-1905.
 
Mais informações:
Secretaria Municipal de Saúde
Rua Major Matheus, 07 - Vila dos Lavradores
Telefone: (14) 3811-1609
 
 
Vídeo Vinculado
21/03/2023
Semana Estadual de Mobilização Social Para Combate das Arboviroses
Saiba como cuidar do seu quintal!
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia