Ir para o conteúdo

Prefeitura de Botucatu - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Botucatu - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
12
12 JAN 2023
SAÚDE
1083 visualizações
Vigilância Ambiental em Saúde alerta para os cuidados com a dengue
enviar para um amigo
receba notícias
Chuva, temperatura elevada e oferta de recipientes nos imóveis favorecem a proliferação do mosquito.
A Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) vem intensificando as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses como dengue, Chikungunya e Zika vírus.
 
No mês de dezembro de 2022, 2,59% dos imóveis trabalhados em Botucatu estavam com larvas de mosquitos. Este índice deixa o Município em alerta para a transmissão da dengue.
 
O período chuvoso, temperatura elevada, combinado com a oferta de recipientes existentes nos imóveis, favorecem a proliferação do mosquito e a circulação das arboviroses.
 
“Precisamos estar atentos e realizar a manutenção adequada dos recipientes que estão e que podem acumular água parada. As pesquisas apontam que 85% dos criadouros de mosquitos são recipientes que estão em nossas casas como calhas e canaletas com mau escoamento d’água, pratos de vasos de plantas água acumulada, bebedouros de consumo animal que não são limpos frequentemente, objetos úteis que estão mal armazenados acumulando água da chuva, entre outros”, destacou Valdinei Campanucci, Coordenador de Saúde.
 
“A participação da população no combate a dengue é de suma importância, principalmente ao permitir o acesso dos agentes de combate as endemias, pois são profissionais capacitados para identificar situações de risco e intervir oportunamente, evitando assim, agravos à saúde pública”, concluiu Valdinei.
 
Em 2023 já foram confirmados 5 casos de dengue.
 
 
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia