Ir para o conteúdo

Prefeitura de Botucatu - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Botucatu - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAI
09
09 MAI 2016
280 visualizações
Botucatu adere mais uma vez ao movimento Maio Amarelo
enviar para um amigo
receba notícias

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semutran), Guarda Civil Municipal (GCM), Policia Militar e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) promoveram na última sexta-feira (6), em frente à Catedral Metropolitana de Sant’Anna, o primeiro bloqueio educativo do Maio Amarelo em Botucatu neste ano.

Trata-se de um movimento que chama a atenção da sociedade ao alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Outros bloqueios serão realizados na Cidade nos dias 11, 18 e 25 deste mês. Botucatu já apoia a iniciativa desde 2014.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente.

Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção primeira colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar um comportamento mais seguro e responsável, tendo como premissa a preservação da sua própria vida e a dos demais cidadãos.

Vale lembrar que, em 2011, Botucatu assinou o pacto elaborado na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), no qual compromete os países signatários da resolução, entre eles o Brasil, a desenvolverem até 2020 ações concretas para a redução em 50% do número de feridos e mortes causadas no trânsito.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que três mil vidas sejam perdidas diariamente nas estradas e ruas. Assim, os acidentes de trânsito são a nona maior causa de mortes no mundo.  O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito.

Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes já representam um custo de US$ 518 bilhões por ano ou um percentual entre 1% e 3% do PIB (Produto Interno Bruto) de cada país.

Mais informações sobre este movimento no site maioamarelo.com.

 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia