Ir para o conteúdo

Prefeitura de Botucatu - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Botucatu - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
25
25 JAN 2016
GUARDA MUNICIPAL
250 visualizações
Em 2 anos, GCM já notificou mais de 600 veículos abandonados em Botucatu
enviar para um amigo
receba notícias

A Guarda Civil Municipal (GCM), na tarde da última sexta-feira (22), no bairro comerciários II, região Sul de Botucatu, guinchou uma GM Caravan que apresentava sinais de abandono e já preocupava os moradores do entorno.  Este foi o 609º caso de veículo em estado de abandono em Botucatu, desde que a Lei Municipal 5.442/2013 foi implantada na Cidade no início de 2014. 
 
Em pouco mais de dois anos de vigência da lei foram registradas 609 verificações de carros abandonados, 351 notificações e 45 recolhas de veículos em diversos bairros do Município como Jardim Itamarati, Santa Maria, Jardim Peabiru, Vila dos Lavradores, Vila Antártica, Jardim Ciranda, Jardim Eldorado, Jardim Brasil, Cohab I, Distrito de Rubião Júnior e área central.
 
Os carros abandonados são notificados e os proprietários têm um prazo de 10 dias para providenciarem a remoção dos veículos, sob pena de terem o bem recolhido ao pátio, além de ter que arcar com o pagamento de multa no valor de R$ 200 e custos com guincho e diárias. Se o veículo não for retirado em 90 dias será leiloado e a arrecadação cobrirá os gastos. 
 
Segundo o comandante da GCM, Sergio Luiz Bavia, a operação é realizada em parceria  com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semutran) e Polícia  Militar (PM). “Trata-se de uma questão de segurança, pois muitas vezes esses veículos acabam sendo utilizados por bandidos para esconder entorpecentes e outros tipos de drogas ilícitas. Além de ser uma questão de saúde pública, visto que esses veículos podem acumular água e se tornar possíveis criadouros para o mosquito da dengue. A ideia principal é deixar a cidade limpa e segura”, afirma. 
 
De acordo com a lei, a situação de abandono é caracterizada quando o veículo permanece estacionado no mesmo local da vida ou logradouro público por mais de 15 dias consecutivos, desde que apresente uma ou mais das seguintes condições: sinais exteriores de visível estado de decomposição e mau estado de conservação ou impossibilitado de se locomover por seus próprios meios; ausência de placas de identificação obrigatória; vidros quebrados ou portas destrancadas, de tal forma que permita o acesso de pessoas em seu interior; falta de uma ou mais rodas ou pneus; sinais de incêndio, depredação ou destruição.
 
“O importante é que dos mais de 600 veículos, apenas 45 foram necessários ser recolhidos, já que os demais foram retirados pelos próprios proprietários ou responsáveis”, completa Bavia.
 
Mais informações
Guarda Civil Municipal
Rua Victor Atti, 145 – Vila dos Lavradores
Telefone: 199
 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia