Ir para o conteúdo

Prefeitura de Botucatu - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Botucatu - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUL
30
30 JUL 2010
DEFESA CIVIL
171 visualizações
Defesa Civil retira casal de área de risco
enviar para um amigo
receba notícias

O coordenador de Defesa Civil do Município, Domingos Chavari Neto, com apoio da Guarda Civil Municipal, deslocou-se na tarde desta sexta-feira [30] até a Ponte do Capivarinha, junto à Rodovia Alcides Soares para atendimento de uma ocorrência de ocupação de área de risco.



Às margens do rio, foi localizado um indivíduo que improvisou uma moradia no local. Ele identificou-se como José Ricardo Barbosa, 34, natural de Paranavaí [PR] e informou que há cerca de três meses instalou-se por lá, ao lado da companheira, Andréia Gonçalves Pereira Barreto, 32, que estaria grávida de três meses. A mulher não estava no local. Segundo ele, teria se deslocado até Vitoriana. O casal não possui residência fixa e perambula de cidade em cidade.



Chavari disse que a área que o casal escolheu para se abrigar oferece risco, sobretudo na época das chuvas e que ambos teriam que ser removidos para um local seguro. Sem resistência, o homem concordou em ser levado para o CAMIM [Centro de Atenção ao Migrante, Itinerante e Mendicante]. “A gente vive daquilo que o pessoal doa para nós, principalmente os pescadores. Uma hora eles trazem um pão com mortadela, outros dão um pacote de arroz. Aqui não nos falta nada. E ganho uns trocados guardando os carros de quem vem pescar. Mas se tem que sair daqui, não tem problema”, disse Barbosa.



“Já havia um boletim de ocorrência da Polícia Ambiental relatando a situação no local. A área realmente oferece risco e as condições são totalmente inadequadas. Na época das chuvas, as águas atingem a área onde eles estavam se abrigando. Vamos removê-los para o CAMIM”, confirmou o coordenador da Defesa Civil.



Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia